“Os credores vao transformar-nos em assassinos” – tres estorias gregas

Panagiotis Koupalidis aos 68 anos sustenta tres filhos apenas com uma pensao de 700 euros. Cerca de metade do que ganhava antes das medidas de austeridade. Panagiotis le nos jornais que os credores querem  mais cortes nas pensoes e questiona como sera posivel sobreviver. “Os credores querem enviar-nos mais cedo para a cova”.

Christos Lousis, empresario de 53 anos, perdeu 90% da faturacao desde o inicio da crise e foi obrigado a despedir todos os 26 trabalhadores. Todos os meses tenta evitar falhar os pagamentos dos emprestimos da casa e dos ativos da empresa. Quando ouve que os credores querem acabar com a clausula que impede os bancos de despejar os mais pobres fica fora de controlo: “Vao transformar-nos a todos em assassinos. Se alguem vem despejar-me da minha casa estou pronto lhe rebentar com a cabeca – e nao sou o unico a pensar assim”

Alexander Papaioannou, 31 anos, trabalha num bar e pensa emigrar. O ordenado apenas chega para a renda e contas. “Nao quero continuar a escolher entre ir ao supermercado e pagar as contas. Isto esta a dar comigo em doido”.

*estorias retiradas da edicao de hoje do Wall Street Journal e escritas no teclado de um pc publico no aeroporto de Munique. Dai a falha de acentos e outros erros.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s